Return to site

RACISMO AMBIENTAL: A Resistência de Quem Cuida e Sofre

Imagem:  Ecoa

· Notícias

RACISMO AMBIENTAL
Vivemos em uma sociedade estruturalmente racista. E, em relação à temática socioambiental, o racismo não está restrito apenas às negras e aos negros: atinge também os povos e comunidades tradicionais (quilombolas, indígenas, caiçaras e ribeirinhos).⁣

Os movimentos e coletivos sociais têm mostrado que não basta ser ou ter discurso antirracista: é preciso agir com firmeza e propósito, pois o enfrentamento da desigualdade e dos preconceitos é urgente e necessário. Na questão ambiental, as mudanças do clima também devem atingir os mais vulneráveis, seja nas favelas, nos quilombos ou nas aldeias.⁣

E, neste cenário, quem mais sofre é justamente quem mais cuida: a mulher. Então vamos dar voz para quem tem o lugar de fala!⁣

 

SERVIÇO:
RACISMO AMBIENTAL: A Resistência de Quem Cuida e Sofre

Data: 20 de Julho de 2020
Horário: 14 às 17hs
Local: ambiente virtual - com transmissão simultânea pela página da Deputada Estadual Marina Helou no Facebook (@eusouhelou)


Programação:

Abertura:
Deputada Estadual Marina Helou (REDE/SP)

Painelistas:
RAFAELA MIRANDA - Advogada Popular - EEACONE, Quilombo Porto Velho
MARTA ALMEIDA - Movimento Unificado Negro - Pernambuco
PRISCILA GUEDES - Atriz/Produtora Cultural - Carcaça de Poéticas Negras
ANE SARINARA - Professora de História e Periférica

Interação com público

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK