Return to site

Processo participativo define critérios de prioridades da Educação Ambiental na Bacia do Rio Paraíba

PLATAFORMA DIGITAL PERMITE QUE POPULAÇÃO POSSA APONTAR E ESCOLHER AS PAUTAS PRIORITÁRIAS VOTANDO E RESPONDENDO A QUESTIONÁRIO

· Notícias

Qual o desafio da Educação Ambiental no território da Bacia do Rio Paraíba do Sul? Qual o papel da Educação Ambiental na gestão integrada dos recursos hídricos? Como a Educação Ambiental pode mobilizar as pessoas e levá-las à participação? O que é Educação Ambiental? Como se entende esse conceito?

Na plataforma digital PRIORIZE, disponibilizada no site www.rioparahyba.com.br, além de responder a essas perguntas os usuários poderão votar e escolher as respostas que considerarem prioritárias e também submeter suas próprias respostas à apreciação dos demais, contribuindo assim com a formulação do Plano de Educação Ambiental e Mobilização Social da Bacia do Rio Paraíba do Sul (PEAMS).

Após o levantamento das informações do diagnóstico e das expectativas em relação ao PEAMS, o projeto agora está na fase de elaboração do Plano de Ação e da definição de critérios que servirão para que o Comitê de Bacias Hidrográficas do Paraíba do Sul (CBH-PS) estabeleça futuramente, uma escala de prioridades para a avaliação de projetos a serem financiados pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro).

DIÁLOGO COM O TERRITÓRIO

“Em todas as fases anteriores, buscamos um amplo diálogo com a população, com reuniões de compartilhamento e a disponibilidade de cadastro de ações realizadas na Bacia, em nosso Mapa de Iniciativas. Esse processo participativo deve continuar”, destaca o educador ambiental Rene Costa, da equipe técnica. Segundo ele, o cadastro de iniciativas continua aberto no site, pois a proposta é ter um banco de dados permanente sobre a Educação Ambiental que é praticada na Bacia.

Rene explica ainda que uma das ferramentas que orientarão o futuro Plano será o Projeto Político Pedagógico (PPP), processo de planejamento educacional, de caráter participativo, que por meio do diálogo com a sociedade, permitirá que, juntamente com as ferramentas citadas, as futuras diretrizes e ações de Educação Ambiental no território possam atender à expectativa da população, dando ao Plano um “caráter prático e não de gaveta”.

O PEAMS está sendo executado pelo Instituto H&H Fauser, de Paraibuna, tendo como tomador do recurso o Instituto Chão Caipira, ambos de Paraibuna, com financiamento do Fehidro. O documento final servirá também para estabelecer futuramente as diretrizes de atuação do CBH-PS, através da respectiva Câmara Técnica de Educação Ambiental e Mobilização Social (CTEAMS). A finalização e entrega do Plano deve correr em setembro próximo.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK