Return to site

"Dedim de Prosa” agora

serão encontros virtuais

REALIZADAS PRESENCIALMENTE NA PRIMEIRA FASE DO PEAMS, REUNIÕES AGORA VÃO SER RETOMADAS PELA INTERNET

· Notícias

Depois de concluir o diagnóstico sobre a Educação Ambiental na Bacia do Rio Paraíba do Sul, aprovado na última sexta-feira, 8, pela Câmara Técnica de Educação Ambiental e Mobilização Social (CTEAMS/CBH-PS), a equipe técnica do Plano de Educação Ambiental e Mobilização Social (PEAMS) vai agora retomar as reuniões de compartilhamento, chamadas de “Dedim de Prosa” - dessa vez por meio de videoconferências - para a formulação das diretrizes que vão compor o futuro Plano.

A nova forma de dialogar com a comunidade regional foi adotada para viabilizar a continuidade do projeto, considerando o isolamento social imposto pela pandemia da COVID 19, que não permite a realização de reuniões presenciais.

“Estamos nos adaptando a essa nova realidade, pois o projeto tem prazo para ser finalizado e a participação da comunidade não pode ser dispensada de forma alguma, principalmente agora que vamos discutir o cenário que queremos para o futuro da Educação Ambiental no território”, afirma a coordenadora do projeto, Amely Fauser.

Os encontros presenciais da primeira fase atingiram cerca de 200 participantes. Segundo Amely, “o desafio agora é mobilizar o máximo de participantes de toda região da Bacia Hidrográfica para essa segunda fase”.

DIAGNÓSTICO

O relatório apresentado pelos Institutos Chão Caipira e H&H Fauser, respectivamente tomador e executor do projeto, revela informações como o enquadramento das iniciativas de Educação Ambiental - se públicas ou privadas, formais ou não formais- o perfil do público envolvido, as principais fontes de financiamento, espaços utilizados e objetivos de cada tipo de ação, entre outras questões.

O resultado desta análise e seu embasamento teórico desenvolvidos pela equipe técnica do projeto foi elogiado pelos membros da CT-EAMS e de outras câmaras técnicas que participaram da videoconferência, sendo aprovado sem restrições.

As informações foram recolhidas em visitas às 34 prefeituras do território, na primeira fase dos Dedim de Prosa e na plataforma digital www.rioparahyba.com.br, onde foram cadastradas 158 iniciativas práticadas na Bacia. Depois de contabilizadas e analisadas todas as informações coletadas, a equipe técnica elaborou o relatório que agora servirá de base para o prognóstico e a elaboração do PEAMS. A plataforma, no entanto, continua aberta para o cadastramento de iniciativas, com a perspectiva de se tornar um banco de dados de boas práticas ambientais realizadas na Bacia.

Reunião em São Luiz do Paraitinga na primeira fase dos Dedim de Prosa, em fevereiro
All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK